LaGrange, Welcome Family, Primeiros Dias…

LaGrange é uma cidade bem pequena, localizada na Georgia. O nome da cidade vem de uma cidade na França, também chamada LaGrange, e foi dado por Lafayette, representado na foto da esquerda. Ele ajudou a derrotar os britânicos em Yorktown, garantindo a independência americana, por isso a estátua fica numa praça bem no meio da cidade… Não tem nenhum prédio na área! Tem várias igrejas, e uma faculdade enorme que deve ocupar, pelo menos, um terço da cidade! É sério! Depois eu vou sair pela cidade tirando fotos, mas até agora eu não tive tempo… :/

Muita gente não sabe o que é uma “welcome family”, a maioria nem chega a ter uma quando chega, pois é recebido pela sua “host family”, então eu vou explicar. Welcome family é a família que te recebe, no máximo por um mês, quando você ainda não tem uma “host family” mas eles querem te receber na cidade de qualquer jeito. Então você fica com eles pra não perder aulas e tudo mais… Minha “welcome family” é formada só por duas pessoas, Mr. William Price e Mrs. Christiane Price, e eles já são bem idosos. Eu acho chato viver com eles porque são só eles dois, e eles também devem achar chato ter que hospedar uma adolescente na casa deles, que NÃO TEM TV, isso mesmo, sem TV! Então eu estou perturbando o sossego deles. Mas eu ajudo na cozinha, corto a alface e os legumes para a salada e outras coisas, limpo a louça e coloca na máquina de lavar. E depois tiro a louça da máquina e guardo no lugar.  Mrs.Christiane Price conversa muito, e tá sempre me ensinando a ser gentil, o que eu acho legal, mas às vezes é chato. Meu pai já tinha me falado isso, que os americanos apreciam os ‘please’, os “would you please” quando a gente pede alguma coisa, e os “appreciate” quando agradecemos, háhá, e é isso mesmo! Um dia, depois do jantar Mrs. Price me perguntou se eu tinha gostado da comida, aí eu disse que sim e ela mandou eu falar “Yes, I did enjoy the meal, thank you very much”, háhá… Então ela me diz que eu tenho que dizer “thank you” pra tudo, mas eu descobri que só “thank you” é pouco. Em um passeio que fizemos em volta do lago  Mr. Price me comprou um sorvete e eu disse “thank you”, mas ela disse pra eu dizer “I appreciate it, thank you”. Haha, aí eu lembrei do meu pai, ainda mais quando ela me perguntou se eu conhecia o verbo “to appreciate”. E quando chegamos ela disse que eu tinha que dizer “thank you for the ride bla bla bla”. Vou sair daqui uma lady, hehe. Mas eu sei que ela faz isso pro meu bem, pois eu aprendi inglês sozinha, ouvindo música e vendo séries na televisão, e só agora to descobrindo que os americanos apreciam mesmo o tal de “appreciate”.

No dia que eu cheguei, minha “welcome family” me buscou no aeroporto e nós fizemos um tour em Atlanta, pois eles iam buscar outra intercambista depois que eu chegasse, Agnè, da Lituânia, então tivemos que matar o tempo. Eu já conhecia a Agnè pelo Facebook e era pra nós morarmos juntas, mas a nossa “host family” desistiu de receber nós duas por um ano inteiro, então nós ficamos com a mesma “welcome family”… Depois que ela chegou nós fomos pra LaGrange, mais ou menos 1 hora de viagem, não sei direito, eu tava dormindo…

No outro dia nós dormimos até super tarde, e nem fizemos muita coisa… Conhecemos LaGrange mais um pouco, e fomos ao Walmart… Domingo, especialmente em cidades pequenas, é dia de igreja, então nós acordamos, nos vestimos, e quando estávamos saindo nossa “welcome family mom” disse que a gente não podia ir de short pra igreja! Oops!! :O Nos trocamos e fomos… Lá nós fomos pro quarto andar, é onde ficam os adolescente de manhã, conhecemos várias pessoas da nossa idade… Depois fomos pro que eles chamam santuário, aí tinham as coisas normal de igreja, depois fomos pra casa. Quando chegamos lá esperamos até o almoço, e a “host family” da Agnè foi almoçar com a gente, pra ela poder conhecer eles… Mais tarde ela foi embora com a “host family” dela e eu fiquei sozinha com os Price…

Segunda-feira eu conheci uma intercambista alemã, ela mora perto de mim… Fomos pro departamento de saúde fazer teste de audição e visão, pois eles não aceitam mais o “atestado” do seu médico do seu país de origem, ele tem que ser feito aqui, e detalhe, custa US$37. Eu sei que não é muito, mas foi doloroso ter que pagar por uma coisa tão boba!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s